12 de novembro de 2007

O que eu faço agora?

Lembrei-me de uma passagem deveras importante para os contos breves na mesa com os amigos. Este ano, após mais de 4 anos de um namoro fraternal, tive um período de caça ao grande amor da minha vida. Não encontrei lhufas, porém enriqueci meu livro pessoal de personagens estranhos.
Que eu seja para-raio de malucos, todos no mundo, inclusive vocês que não me conhecem, já sabem muito bem!!! Pois então, contei em posts antigos que havia ficado com o "Lula" (se quiserem só procurar por aí) e o quanto ele era esquisito.
Não obstante, um dos momentos mais tostos da rápida passagem dele na minha vida foi nossa primeira tentativa de sexo. Percebi que ele era tímido, até achei isso bacana no começo e passei a ir com calma, apesar dos quase 30 anos dele. Já no começo, começamos a tirar a roupa, quarto quase escuro, travesseiros, aquele friozinho, nós sem roupa, ele olha para mim e diz em bom som:
- E o que eu faço agora????
Pense na cena e na minha cara de quem não sabia o que responder, talvez o ideal seria um:
- Opa, vamos jogar truco amor????
Não, eu ainda não vou desistir do poder "do que some", ainda não.
----------
"Sabendo que era impossível, foi lá e... não conseguiu" (Rubens Barrichello)

6 comentários:

  1. Puta que Pariu...
    Pó de pirlim pimpim
    Ajuda.

    Adorei a frase do Barrichelo...
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. keopareo, hein! Eu aqui achando que era meio diferente...

    ResponderExcluir
  3. pOXA, bem legal o blog hein, gostei dos textos, obrigado pela visita!

    ResponderExcluir
  4. kkkkkk
    e vc fez o que??

    que coisa!

    ResponderExcluir
  5. "O que eu faço agora" é foda...


    Aliás... se fosse foda tava era bom!

    ResponderExcluir

Senta aí, aceita um café e comenta o que achou. A política dos comentários é simples: Todos aceitos salvo caso fortuito ou força maior, isto é, minha vontade. Caso prefira, temos também nosso link para CONTATO lá em cima.
;-)

Seguidores