18 de novembro de 2007

Pelo menos essa noite não

Tem dias que sinto uma solidão incontrolável. Uma solidão diferente. Não física.

Trata-se de uma solidão de momentos. Sinto-me incrivelmente sozinha quando não tenho motivos para caprichar no café. Solidão de não ter alguém para comemorar a vitória do meu time. Sozinha por não ter um colo para deitar. Nâo lembro do último abraço apertado que recebi. Muito menos que dei. Mal consigo lembrar do último beijo apaixonado que ganhei. Qual foi a última vez que fechei os olhos marejados para beijar. Aquele abraço ou beijo que nos dá vontade de chorar de amor. Não sei quando tive.

Estar sozinha é diferente de ser sozinha. Filha única, sempre fechada no maravilhoso mundo de Cafeína, dei por mim que sempre estive sozinha. No entanto, tive momentos que não sentia solidão.

Nestes dias, solidão é por não ter alguém especial que precise da minha opinião, escolha a melhor camisa. Alguém que olhe nos meus olhos e me entenda de dentro pra fora. Saiba exatamente que meu raro sorriso é para fingir a hemorragia interna. Solidão de não receber uma mensagem exatamente no momento que estou mais precisando, como aquelas químicas que algumas pessoas têm entre si.

Ninguém que diga que estou linda no correr do dia, me observe quando não estou vendo, pense em mim quando ouvir uma piada. Sozinha na alma, não na vida. Saber que esteja aonde estiver, ninguém saberá onde estou. Ouvir um boa noite ao deitar. Um bom dia ao amanhecer. Um cúmplice. Alguém que me lembre o que eu era, antes de crescer. Solidão de uma companhia que não me deixe esquecer que há vida lá fora, e que ela pode ser boa. Que me avise, incessantemente que eu sou capaz e ainda vou vencer, senão eu posso não acreditar sozinha. Um ego falante, que eu confie e me reforce, minuto a minuto, que eu fui muito melhor do que sou hoje e tenho talentos que não reconheço.

Estar sozinha é uma escolha minha, mas me sentir sozinha é uma imposição da vida. Tantos casos vazios crescem este sentimento. É preciso urgente, de uma luz que me siga, guiando cada passo meu para o descobrimento do meu melhor, de qual a minha missão nessa vida, uma terapia particular para entender por que todos chegaram lá, e só eu não consegui...

11 comentários:

  1. ah vc deve ser que nem eu, não tem missão nenhuma, veio a passeio

    ResponderExcluir
  2. "(...)de qual a minha missão nessa vida, uma terapia particular para entender por que todos chegaram lá, e só eu não consegui..."

    Só você? Bem vinda ao clube dos quase trintões...

    ResponderExcluir
  3. Quase me fez chorar aqui no serviço...

    ResponderExcluir
  4. Caracas!!!! Parece que estava lendo a mim mesma!
    Ontem mesmo estava com saudade do meu ex, por mais que saiba que ele é um mongo! Saudade dos sms`s, dele me chamando de linda etc etc etc
    Também sou filha única...

    ResponderExcluir
  5. se liga nesse café então:

    http://coffeetraveler.net/2007/04/17/um-cafe-verdadeiramente-animal/

    ou...

    http://ritualcafe.wordpress.com/2007/01/03/kopi-luwak/


    Não é mole não.

    ResponderExcluir
  6. Oi,linda
    Caramba!!Vc foi fundo na alma...e me deu vontade de ir até aí te dar um abraço forte..
    Mas,como já disseram,creio que todos já nos sentimos assim um dia..
    Grande beijo,amiga

    ResponderExcluir
  7. Oi,linda
    Caramba!!Vc foi fundo na alma...e me deu vontade de ir até aí te dar um abraço forte..
    Mas,como já disseram,creio que todos já nos sentimos assim um dia..
    Grande beijo,amiga

    ResponderExcluir
  8. É...por mais que estejamos {digo no plural, porque eu também estou SOZINHA), meio que por opção...sempre vem essa vontade de ter a tal pessoa especial...Very complicated...As mulheres sentem muito mais a solidão do que os homens, não creio que sejamos frágeis...Creio que faz parte da nossa essência querer compartilhar as coisas....Nhunf....Triste isso....

    ResponderExcluir
  9. Nossa!!! Vou até ali agradecer a pessoa maravilhosa que está do meu lado e já volto...
    Um legítimo tapa de luva!(acho que eu estava precisando) rsrs
    bjos

    ResponderExcluir
  10. Putz o texto emociona mesmo...

    Também gosto de estar sozinho, mas sentir sozinho nao é legal mesmo, pelo menos nao sempre...

    Contudo eu acho que a luz já está aí, te seguindo, e te levando a descobrir o seu melhor, sim, acho que esse "sentir-se sozinha" também faz parte... de algo que vc ainda vai descobrir.

    Beijao.

    ps.: Nem todos chegaram lá... eu pelo menos nao...

    ResponderExcluir

Senta aí, aceita um café e comenta o que achou. A política dos comentários é simples: Todos aceitos salvo caso fortuito ou força maior, isto é, minha vontade. Caso prefira, temos também nosso link para CONTATO lá em cima.
;-)

Seguidores