21 de janeiro de 2008

Da série: Like a Virgin

Terminando a saga do post passado, é claro que depois daquilo as coisas ficaram estranhas na relação.

Ele com um feeling todo masculino me pediu um tempo para se acostumar com a idéia, mas implorou para não terminarmos tudo. Eu continuei minha vida por uma semana, até que fui buscá-lo depois para um cinema.


Na volta, ele sempre carinhoso, não cansava de distribuir elogios enquanto eu dirigia. Até que fiz algo que nunca devemos fazer na vida. Eu parei o carro numa rua deserta e escura, perto da casa dele!

Dentro do carro, ao som de Led Zepellin, Kashmir, namorávamos. Muito frio, tudo com muita roupa e calma. Quando de repente, não mais que de repente, assim que eu avançava o sinal e o moço permitia, ele solta um grito em 4567 decibéis:

A POLÍCIA!!!!!!!!!!!!! A POLÍCIA!!!!!!! PÁÁÁRA PÁÁÁRA!

E uma luz, daquelas de disco voador, prestes a nos abduzir, adentrava o carro todo transpirado. Eram duas Blazers da Polícia Militar fazendo ronda, saltando jupiterianos da viatura fortemente armados e gritando para sairmos do carro.

Enquanto eu, voltando ao banco do motorista, abria a porta lentamente com cara de "só estávamos namorando Sr." e com vontade de dizer "ele é virgem porra, vai fazer blitz em alguém mais útil!" ouço um dos políciais dizer "Corre atrás dele!" . Peraí? Corre? Atrás? Dele? Quem???

O moço entrou em pânico e saiu correndo pela rua!!! Enquanto eu alí, naquela situação deveras confortável, era encarada por 6 militares super confiáveis em uma ruela de São Paulo, sozinha. Sim, ele fugiu e me deixou sozinha.

- Desculpa, senhor, não era nada sério, ele é virgem!
- Sei sei, a senhora não deveria estar aqui a essa hora não é?
- Não farei mais isso, senhor.
- Pois bem, entra no carro e segue viagem, vai, rápido!

E entrei no carro lentamente, abri todos os vidros e dirigi com o rosto pra fora, pois o desembaçador não dava conta.

Com um ódio que não cabia em mim, eu dirigia rogando praga para aquele ser humano, desejando que ele e o trauma dele terminassem em uma catapora hemorrágica, quando toca meu celular:

-Amor, eu fiquei apavorado, por favor me perdoa, você está bem?
-Nunca mais fale comigo.
-Não amor, não faz isso, eu to nervoso, não páro de chorar pelo que fiz, queria estar com você e...
- tu tu tu tu.

No dia seguinte, eu ainda não acreditando no que tinha passado, recebo um email:

"Amor, por favor, sei que errei mas achei que seria preso ou algo assim, você é a única mulher que me entende, conhece meus segredos, eu te amo mais que tudo nessa vida e sdijasdcin ojhioasjd sijca ashdcoijcdioasj jfaios djoasid oaisjd 30 linhas depois.

ps. Cafê, na correria eu deixei meu guarda-chuvas no seu carro, você poderia me devolver?
bjo, te amo"

Nunca respondi. Tempos depois ele voltou a me ligar. E hoje somos só colegas. E ele ainda me pede pra voltar. Diz que precisa acabar de vez com esse problema dele, e nosso (nosso só na sua cabeça, né gato?). E eu, só quero alguém normal, que seja bípede, humano e goste de sexo.

THE END.

obs: quando eu publicar meu livro, este será um capítulo inteiro, com certeza...
"Começamos a dar bons conselhos, quando a idade nos impede de dar maus exemplos"

18 comentários:

  1. putis...imaginei ate a cena uhauhahuauh chamei ate a minha irmã para ler huauhauhauha q cara doido, o que deu nele pra correr? uaauhahu alem de virgem...doido...credo viu...tadinho...

    ResponderExcluir
  2. aEHUEAHUEaheuaHa, po, cara complexado pra caramba ein?

    E a polícia empata foda, literalmente, ninguém merece!

    ResponderExcluir
  3. jura?

    oh jisus! tem de tudo nessa vida.
    e muita coisa nessa vida sobre para a Cafeína. tadinha...
    rsrsrsrs

    boa semana para vcs!
    beijos!

    ResponderExcluir
  4. Pelo menos vc ganhou um guarda-chuva né colega !

    ahahahahaahahahaah !

    ResponderExcluir
  5. Meu sério, a gente precisa sair pra tomar umas brejas: vc não existe!!!

    Como é q essas coisas acontecem contigo, colega????

    ResponderExcluir
  6. Vai chorar assim lá na putaqueopareeeeo!

    ResponderExcluir
  7. "...Quando a idade nos impede de dar maus exemplos."
    Um belo final para um belo texto.

    beijos

    Amigão

    ResponderExcluir
  8. Parece até ficção! Que mala / Ah, cansei de namorar no carro, com os vidros pingando, só pobre entende essas coisas. Graças a Deus nunca aconteceu isso.

    ResponderExcluir
  9. Esse cara não era emo não? Tem toda a pinta =P

    Vc não devolveu o guarda chuva não, neh?

    ResponderExcluir
  10. tipo, a explicação de "like a virgin" em cães de aluguel, uhashuasuha

    ResponderExcluir
  11. O PM correu atrás dele somente por causa do pau grande?
    Vocês de São Paulo são tão estranhos...

    ResponderExcluir
  12. Nossa, chorei agora, mas foi de rir, karaka, como o cara faz uma coisa dessas, fiquei tentando imaginar sua cara na hora que o guarda diz "corre atrás dele"...

    ResponderExcluir
  13. uHEUhuehUEHUheuhu

    quase tive um ataque aqui :P
    coitado, eu tenho um colega que provavelmente no futuro vai ficar assim, fugindo das foda por vergonha de sei lá o quê.

    Mas, enfim, aproveitando o post vou fazer um marketing:

    www.frieiracerebral.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Putz... não sei se rio ou se me remoou nos seus sentimentos. Talvez tivesse sido melhor terminar o trampo na casa do cara, né não? Na rua deserta pode dar merda... e, aliás, DEU merda... hehehehehe

    Cafê; bolei um selinho tosco pra caramba lá no meu blog, e indiquei esse blog aqui pra ele: o selo "Blog Neurônico" (passa lá, que vc vai entender) :)

    Beijão ^^

    ResponderExcluir
  15. que onda.

    vem cá, no seu caso tá dificil aplicar a máxima: "melhor dar azar do que dar a zé" ein.

    deus me livre, puta urucubaca.
    ;*

    ResponderExcluir
  16. hauhauahuahauhaua

    tadinho do moço...

    ResponderExcluir

Senta aí, aceita um café e comenta o que achou. A política dos comentários é simples: Todos aceitos salvo caso fortuito ou força maior, isto é, minha vontade. Caso prefira, temos também nosso link para CONTATO lá em cima.
;-)

Seguidores