29 de janeiro de 2008

Eu sou a Lenda - se a lenda dessa paixão, faz sorrir ou faz chorarrrrrrrrrrrr....

Este post contêm Spoilers
(portanto se não quiser saber do filme antes de vê-lo, finge que leu e comenta algo como "poxa, que legal Café, bjo)


Acabei de assistir o filme tão badalado pelo Will Smith, I am Legend. Se quiserem uma análise de quem entende de filme, entrem em outro link. Caso ainda estejam aqui no bebendo, saibam que não sou uma grande analista de películas.

Pois bem, Will Smith faz papel de Will Smith. Eu gosto dele mas sempre acho que ele faz os mesmos personagens. Assim, mal lembro que o nome dele é Robert Neville no filme.

I am Legend é considerado por muitos, entre os quais Stephen King, como o Melhor Livro de Terror do século XX. Escrito por Richard Matheson em 1964, "I am Legend" é, na sua faceta literária, uma obra sobre um mundo infestado de vampiros, onde as cabeças de alho ainda eram a melhor arma possível para Robert Neville, o último Homem à face da terra.

Como gosto de filmes de vampiros e seres estranhos, gosto do livro e até gosto do Will, achei que seria um filme como Constantine, um dos meus prediletos. Para minha não-surpresa Francis Lawrence, que já tinha adaptado Constantine, resolveu atualizar essa obra. Substituiu vampiros por monstrinhos nojentos, cruz e alho por armas e tiros, o som de Beethoven por Bob Marley e Los Angeles (cidade clássica dos vampiros) para Nova York e acabou aquém das expectativas.

Robert Neville vira O Naufrágo em Nova York. Cenas dele com ele mesmo são a máxima do filme. A maluquice do personagem ficou limitada a dar 'olás' aos bonecos de vitrine. A pequena Sam (pastora alemã treinadíssima) salva algumas cenas. A atriz brasileira Alicia Braga, única além dos monstrinhos a contracenar com ele em tempo real, parece uma obreira da IURD falando de Deus e de destino. A cena dele dublando ele mesmo no Shrek é totalmente desnecessária.

Os efeitos são bacanas, a história original é ótima, a adaptação ficou sem sal. Interessante seria o final, se não tentassem hollywoodianamente fazer dele um herói e não um maluco que colocou a raça humana em risco.

Bem, se minha opinião valesse pra alguma coisa eu estaria bem empregada, mas como não é essa a realidade, eu só digo que consegui fazer pipoca, xixi, arrumar a cozinha, lavar a louça e cuidar do Sting (meu canário) durante algumas cenas do filme, e isso sem perder uma fala (coisa que pouco tem no filme).

Bom filme! Beijo no mindinho.

10 comentários:

  1. Isso num eh um post, é um serviço de utilidade pública! Num alugo esse treco nem à bala!

    ResponderExcluir
  2. Bom ter avisado.Não curto filme de terror.

    ResponderExcluir
  3. affe
    se for pra ler sobre vampiros prefiro os da Anne Rice

    ResponderExcluir
  4. poxa, que legal Café, bjo

    ResponderExcluir
  5. Definitivamente, você me deu a certeza que precisava:
    Este filme eu não assisto...

    talvez quando ele passar na Sessão da Tarde, já em High Definition, e eu ainda desempregado, sem Tv a Cabo, sem Internet, sem Amigos e sem-noção

    eu disse talvez...

    Beijo Café :D

    ResponderExcluir
  6. é...
    meu programão de quinta foi por água abaixo... hehehehe
    li pq quis, vc avisou.
    valeu assim mesmo.

    =P

    ResponderExcluir
  7. heauheauhea, vi o filme esses dias tbm. Eu achei interessante, só o final ficou meio fraquinho. =p

    ResponderExcluir
  8. Eu tb não gostei mto do filme não. Especialmente a 'mensagem divina' no final, acredite em deus/destino/whatever...

    O livro eu não li, mas prefiro a versão cinematográfica anterior, o the omega man, com o Charlton Heston

    ResponderExcluir
  9. Vi na semana passada. Chegou tarde.

    Só achei sacanagem, no finsl, tudo ser só um sonho...

    ResponderExcluir
  10. Eu fui ver o tal fime no cinema com um dos meus avulsos...Eu gosto de filmes do gênero, então achei que ia curtir bastante mesmo...Até que achei legalzinho, mas não conheço a história original, então não tenho muito no que me basear para criticar...

    Mas um comentário básico..como tudo dá errado para o Robert, o que me fez lembrar do Em BUsca da Felicidade...haja dó !

    ResponderExcluir

Senta aí, aceita um café e comenta o que achou. A política dos comentários é simples: Todos aceitos salvo caso fortuito ou força maior, isto é, minha vontade. Caso prefira, temos também nosso link para CONTATO lá em cima.
;-)

Seguidores