20 de janeiro de 2008

Um abajur cor de carne...

Extremamente inspirada pelo post do Ai Meus Sais - da Juliana, sobre situações em motel, acho que eu, como quase todos por aqui, tenho muitas histórias boas e estranhas neste lugar tão confortável...

A história do po
st foi no motel Le Moulin, um dos mais conhecidos de São Paulo e do Brasil, por seu requinte e localização privilegiada.

Era inverno e eu estava saindo com um ninfeto um ano mais novo. Ele era atencioso, careta e bem alto. Chegava até a ser bonito, mas essa não era a questão. Ele era tímido demais. Ao extremo mesm
o, a ponto de segurar a língua pra beijar e não passar a mão da cintura. No começo tudo isso chega até a ser charmoso, mas depois de muitas saídas, começa a ficar estranho. Será que ele não é atraído por mim? Poxa, minha bunda é grande e ele nem dá uma olhadinha...será que ele me acha feia, gorda chata? Será que ele é gay? Ai ai...

Nada disso, o moço era virgem. Ele disse, morrendo de vergonha, que ainda não tinha conhecido uma moça por dentro e estava esperando a pessoa certa. Ok Ok, estou indo alí e já volto tá? (pensei em sumir, até que...)


"Cafê, você é a pessoa certa, você me entende, é isso e aquilo e blablablablabalbla auhuhodjp´soiddikmcv psdojfsdo MOTEL aoidscmosdinvfgdos FAZER AMOR ahsoifhdijoasij ESSA SEMANA."
(foi assim que entendi)




E assim se fez, meu carro, eu toda experiente, parecia levar um filho pra missa de Natal. Escolhi este motel chique, escolhi a suite mais barata (afinal eu sou uma pessoa caridosa e só doou aos pobres...), mas não menos elegante, a qual vocês podem acompanhar nas fotos.

Decoração de hotel bacana, tudo muito bonito, eu sendo a mulher mais supimpa do mundo mundial, sem esperas na fila, ligamos a TV. Jornal Nacional passando e ficamos alí, mais confortáveis e de roupa vendo a tv e trocando elogios. Ele não bebia, nem fumava (e nem transava...vai vendo que exemplar...) e eu pedi um refrigente e uma água e não acendi o cigarro a noite toda. Tudo para agradar e não traumatizar o moço. Sabem como é, hoje em dia, qualquer coisa é motivo para eles se 'bandiarem" pro outro lado...

Uma hora depois, a novela acabando e eu tento começar alguma intimidade. Ele não fazia esforço algum em corresponder. Tomava aquela coca-cola como se fosse a última do planeta. Até que apaguei as luzes e roubei um beijo daqueles de Julia Roberts e qualquer um daqueles filmes agua-com-açucar. E ele...ele...ele...ops...ele COMEÇOU A CHORAR.


Sim, amigos da Cafeína, ele CHORAVA MUITO. Eu não sabia o que falar, até que tirei forças do meu útero e perguntei o que havia acontecido. Aí veio o pior.
Ele disse que era virgem mesmo e fazia terapia há 3 anos. Motivo? Err...como posso dizer? PAU GRANDE.
O moço fazia terapia porque se achava um mangalarga. Ahhhhhhh, muleque, tá querendo me deixar confusa né?

Pois é, não era mentira, eu pude constatar, mas sem finalizar nada. Era realmente diferente. Muito grande. Mas porra, precisava chamar a mãe e etc etc etc? Enfim, compreendi, peguei nossa coisas e ainda deixei ele em casa. Ainda virgem. Ele, é claro. E eu ainda tentei a última cartada uma semana depois, o que contarei um outro post, porque seria muita frustração pra um post só.

Hoje fico me perguntando se fiz alguma coisa errada. Porque ele sentia vontade, só não conseguia, se é que me entendem. Ele não falhava, ele só não conseguia consumar (ou seria consumir?)...Hoje só sei que preciso voltar neste quarto, nem que seja pra tirar a zica. E mesmo ele ainda me pedindo, um ano depois, não será com ele!!!
-------------------

Diálogo gentil da semana: "Dança comigo? Quantos anos você tem? Nossa, 25? Nhááá, duvido, você tem mais!" (moço que dançou comigo por 25 segundos...)

19 comentários:

  1. Cara.
    To estagnado. Não sei se morro de rir de você ou fico com pena do cara!

    De qualquer maneira, obrigado pela visita ao meu blog!

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Coitado! Uma vez eu desisti, porque o moço tinha esse... digamos... errr... probleminha de pinto extra-grande.
    Uia! Será que foi o mesmo e eu o deixei traumatizado para todo o sempre???? =O

    ResponderExcluir
  3. Será que ele ainda é virgem???
    :S

    ResponderExcluir
  4. (Café, passaram os 10.000 visitantes e vc nao fez a promoção só pra mim ¬¬ )

    ResponderExcluir
  5. Será que tudo já não começou errado quando vcs chegaram e ligaram a TV para ver Jornal Nacional E a NOVELA das oito colega ???? rsrsrs...Isso deixa qualquer um em estado mais depressivo do que já possa estar...rsrs...

    mas anyway....cara, que situação...Não sei se eu ficaria com dó do índividuo ou com raiva...Foi ele pelo menos quem pagou a conta ?? kkkkk

    Tb me pergunto se ele é virgem ainda...rs..

    ResponderExcluir
  6. opa!
    esse ai vai morrer virgem

    ResponderExcluir
  7. É, pois é café, na cidade do Garrincha ainda há muitos virgens.
    História deliciosa e muito bem contada.Não digo engraçada porque até eu fiquei com vontade de dar porrada no moleque.
    Bom domingo pra você!

    ResponderExcluir
  8. Putz, que história...

    Mas concordo com a Marci, depois de ver novela das oito, não há coisa que suba, hauhauhua

    Bjos

    ResponderExcluir
  9. não tinha um filmezinho mais..animadinhu? uhauhaua novela eh broxante mesmo :x mas da nada..tadinho né? uahuahuahuha

    ResponderExcluir
  10. Morri de rir com seu comentário "sou uma pessoa caridosa, só doou aos pobres" hahaha. /Acho que ele realmente precisa de um sério psiquiatra e doses cavalares de remédio. Problemas com pau grande? Fala sério.

    ResponderExcluir
  11. Ai que tá, se ele é virgem ainda muito que bem, o ruim é se ele se revoltou com as mulheres e virou, ééé, unnnn , como posso dizer ?

    Afeminado, achou alguem para pegar de jeito e esquecer o problema do mega piru.

    É cafeina vc pode ter decidido a vida sexual de um homem kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  12. A solução pra esse cara é a guilhotina.

    Só me explica uma coisa: que papo é esse de segurar a língua pra beijar?!

    ResponderExcluir
  13. Hahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha!!!!

    Vc ainda teve paciencia de assistir novela??? ele,... chorou! ahuahuahuhauhuahuahuahuahuahuahuahuhua

    desculpa, filha, mas é que pimenta no cu dos outros é refresco!!!!

    ResponderExcluir
  14. Qual o problema de ter pau grande?
    O problema desse cara era outro...

    ResponderExcluir
  15. Cafê, me diz uma coisa...

    ... você num é dessas blogueiras que cria pseudônimo e fica inventando estorinha engraçada pra postar não, né? DIZ QUE NÃO, POR FAVOR! Pq eu SINCERAMENTE acredito em TODAS essas confusões que você conta! Do fundinho do meu coração menino, eu juro que acredito! Não me desiluda, por favor! XD

    ResponderExcluir
  16. infelizmente, eu te garanto que é verídico, infelizmente colega...rs

    ResponderExcluir
  17. Pau pequeno traumatiza, pau grande enlouquece. Acho que vou largar a publicidade e fazer faculdade de Psicologia, tem mais mercado. Eita mundo maluco!

    ResponderExcluir
  18. Colega, temos algo em comum. Passei por uma experiência parecida. Ficando com o cara há algum tempo e rolou de ir pro motel. Já foi sui generis de irmos com outro casal (mas em quartos separados, please!). Pra minha surpresa, quando tava esquentado ele me disse que era virgem!!! Detalhe: 24 anos!!! Nem preciso dizer que broxei total. Depois acabou rolando e namoramos por 7 anos. Coisas da vida...
    Conheci hj seu blog e não consigo parar de ler. Muiiiiito bom!!!

    ResponderExcluir
  19. e eu aqui sozinha kkkkkkkkkkkkkkkk!!!!

    ResponderExcluir

Senta aí, aceita um café e comenta o que achou. A política dos comentários é simples: Todos aceitos salvo caso fortuito ou força maior, isto é, minha vontade. Caso prefira, temos também nosso link para CONTATO lá em cima.
;-)

Seguidores