29 de março de 2008


O



vindo de "pump it up") Technotronic, Corona, Double You, Haddaway, Ace of Base, Ice MC, DJ Bobo, Masterboy, La Bouche, Nicki French, (ufff...me empolguei...) pré-aborrescentes nas paredes se beijando (sei lá, parecia mais inocente isso na época), e vários na pista fazendo passinhos coordenados até puxar todo mundo pro mesmo lado.

Num destes aniversários, conheci o "RP" do local. Relações Públicas na minha época era quem distribuía 'flyers' (panfletos da festa) e ganhava uns % de quem entrava com este papel. Moço de 18 anos (um velho pra mim, imagine...), pobre (daí vem minha veia de caridosa e doar aos pobres) e afro-descentente (leia-se: negão sarado). Ele me deu muita atenção naquele dia, desfilou de mãos dadas comigo o "baile" todo e isso pra mim, aos 12 anos, já era um pedido de casamento.

Minhas amigas me olhavam com cara de reprovação. Estudava em colégio particular, meninas cheirando a "Mamãe Bebê" e infelizmente eram preconceituosas. Por que ele era negro? Não, porque ele era pobre, é claro. Mas eu nem estava pensando nisso, afinal ele tinha sido o primeiro ser humano do sexo oposto a desfilar comigo de mãos dadas por alí. Até que, já no final do 'baile', o 'adulto' de 18 anos, pediu pra sentar lá nos sofás do escuro comigo. Eu fui. Nervosa. Ele passou a mão no meu cabelo bom e pediu:

- Posso te beijar?
- Na boca?
- Isso Linda!
- Érr, posso te contar uma coisa?
- Claro!
- Nunca beijei ninguém.
- Sério?? Que ótimo, então vou ser importante pra você a vida inteira!
- Pois é. Não repara então.
- Magina Linda, vai com calma, se não gostar pode parar ok?
- Tá!
(beijo)
(língua)
(língua????)
(baba????)
(saliva????)
(bléééegh)
- Gostou Cafê?
(cara de nojo)
- Hum, não.
- É normal não gostar de primeira, mas um dia você não vai conseguir parar de beijar.
- Credo, como pode?
- Você vai ver! Quer mais um?
- Tá.
(beijo)
(língua)
- Pára, desculpa, chega.
- Tá bom, eu entendo, gostei do seu perfume.
- É o Absinto da Agua de Cheiro.
- Tem aí na bolsa?
- Tenho.
- Passa aqui no meu boné.
- Pronto.
- Tchau linda, vou embora com seu cheiro, estou sempre aqui, quando quiser beijar de novo, pode me procurar.
- Obrigada (nem morta!)
........

Fui embora a pé, era perto da minha casa, com uma mistura de "apaixonada" e "nojenta", parecia que eu estava suja. Cheguei em casa e minha mãe estava na cozinha com uma amiga, olhavam-me como se eu estivesse engravidado. Corri para o quarto, como boa filha única dona de um mundo a parte. Fui para a agenda. E escrevi em código secreto:

EJOH IEJIEB O OLECRAM, IOF MOB SAM IOF MIUR,
IEUQIF MOC OJON SAM OHCA EUQ

UOTSE ADANOXIAPA, IA UEM SUED E AROGA?
IAV ODUT RADUM AN AHNIM ADIV?


HOJE BEIJEI O MARCELO, FOI BOM MAS FOI RUIM,
FIQUEI COM NOJO MAS ACHO QUE
ESTOU APAIXONADA, AI MEU DEUS E AGORA?
VAI TUDO MUDAR NA MINHA VIDA?


Escrevendo essa história constatei que naquela época eu beijava mais, saía mais, dançava mais, vivia mais, sonhava mais, comia mais, não bebia, não fumava e namorar era só passear de mãos dadas... ai ai...

Beijo de saliva.
-------------------------
Repassar? Niqui, escreve aí... Se quiserem também, indico as Meninas do Coffee, o Zoldan, os Anti-Sociais e o Badist. Mas quem quiser escrever e nos mostrar, por favor, é só comentar que eu linko aqui também!



12 comentários:

  1. "What is love? Baby no hurt me, no hurt me, no more!" Eita tempo bom.

    Por um acaso essa era aquela agenda que as garotas odiavam que caíssem nas mãos dos meninos e que só algumas pessoas podiam assinar nas datas dos seus aniversários?

    Meu primeiro beijo não gosto nem de contar. Rs..

    ResponderExcluir
  2. Não fui eu o autor do primeiro beijo, mas pelo menos foi um xará. :]
    Eu decifrei o código, logo de cara, justamente por causa do nome Olecram. :]
    Agora vou começar a fazer o post.

    http://badist.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. 12 aninhos? Puxa, que precoce, hein...

    Se bem que hoje em dia a molecada começa cada vez mais cedo.

    ResponderExcluir
  4. Bem legal a história! Levou a pensar no meu primeiro beijo... hehehe

    Beijo

    ResponderExcluir
  5. ai que lindo *-*
    adorei! HUAHUHUAHUA

    ResponderExcluir
  6. Hehehehehe....O nome da tal baladinha é impublicável ? Que curiosidade...

    ah..primeiro beijo..eu ainda me lembro...Publicarei com prazer em breve ! ;)

    ResponderExcluir
  7. é... naquela época parece que era tudo melhor...
    será que até os beijos? rsrs

    boa semana para vcs!

    bjsss!

    ResponderExcluir
  8. e nao me pergunte, nao me lembro do meu primeiro beijo. Juro.
    acho que deve ter sido traumatizante.
    rsrsrs

    ResponderExcluir
  9. orgulho de ser citado no blog de vocês *-*

    ah, e eu esqueci de dizer que eu tinha 11 quando beijei pela primeira vez :~
    vou fazer o update lá

    beeeijos :*

    ResponderExcluir
  10. Adoro historias de primeiras vezes...
    Essa é minha primeira vez tbm...
    Mais é de visita nesse blog, e adorei!!!

    ResponderExcluir
  11. Meu primeiro beijo foi com... não, melhor não revelar... Pré-histórico é a vovózinha viu....

    "... infelizmente eram preconceituosas. Por que ele era negro? Não, porque ele era pobre, é claro."

    Matou a pau Cafê. A pobreza é o ponto G do Preconceito, apesar que, em alguns casos, infelizmente a cor também ainda é fator predominante para essa mazela. Seja por ser pobre ou pela sua raça, preconceito é uma bosta. afff!

    ResponderExcluir

Senta aí, aceita um café e comenta o que achou. A política dos comentários é simples: Todos aceitos salvo caso fortuito ou força maior, isto é, minha vontade. Caso prefira, temos também nosso link para CONTATO lá em cima.
;-)

Seguidores