27 de novembro de 2008

Mal Nenhum

- Eu queria te ver mais feliz.
- Eu queria ser mais feliz, também.
- Então, esquece tudo isso, tenta comigo?
- Como se fosse fácil, tirar o que sinto e inventar sentimentos.
- Não é, mas adoramos amores inventados lembra? E não é difícil amar quem lhe quer bem...
- Não é, mas raspas e restos também nos interessam, e parece que é uma eternidade de migalhas que nos alimenta, não?
- Pois não.
- Pois sim?
- Pois não quer dizer sim, querida.
- Você me faria feliz mesmo?
- Como você nunca foi.
- Como sabe?
- Te conheço.
- Até demais.
- Pois não.
- Sim.
- Namoraria comigo mesmo?
- Sempre quis, você é que não me ouvia, com esses seus homens problemáticos e ressecados.
- Acabei ressecando junto. Será?
- Não, minha cara, você sempre será umidíssima. Existe este termo? Se não existe, patentearemos como seu sinônimo.
- Deixe de ser, você também teve seus casos esquizofrênicos, aquela mulher que gritava ao gemer... afff e aquela evangélica, só casando... enfim, não fui a única vai...
-Pois não, tive mesmo, mas não sofri mais de 24horas por nenhuma delas.
- Malditos homens insensíveis. Vocês não têm coração? Como podem conviver, namorar e não sofrer com a partida?
- Queria que eu estivesse sofrendo também? Não, basta você. Um de nós tem que manter a razão, dirigir até em casa, esquentar o chá e arrumar os lençóis da cama.
- Minha cama quebrou, lembra-se? Durmo no chão agora.
- Então, arrumar os lençóis do chão...
- E você é quem está 'mantendo a razão' Sr. Insensível?
- Sim, aqui, por você, mais uma vez, o primeiro da fila no fim de mais um relacionamento neurótico seu.
- Não quero você assim, saiba disso... mas acho que posso querer...rs
- Vamos pro chá...
- Dirige?
- Por você.

Eu não posso causar
mal nenhum, a não ser a mim mesmo (Cazuza/Lobão)

2 comentários:

Senta aí, aceita um café e comenta o que achou. A política dos comentários é simples: Todos aceitos salvo caso fortuito ou força maior, isto é, minha vontade. Caso prefira, temos também nosso link para CONTATO lá em cima.
;-)

Seguidores