19 de dezembro de 2008

A Chave - Como perder um homem em 10 dias ou menos!


Primeiro Sábado da coluna A Chave com o novo Bebendo! E não poderia ser melhor do que com um texto enviado pela Kie do blog Amém Gente. Confesso que sou leitora e fã dela e dos seus textos. Este é um dos ótimos dela. Obrigada Kie, boas festas e obrigada!! Beijos!
Como perder um homem em 10 dias ou menos!
Dicas de como perder um homem em poucos dias e de quebra, dar um empurrãozinho no próximo relacionamento dele…

Toda vez que eu começo a ficar por um tempo com alguém, misteriosamente essa pessoa se transforma no namorado perfeito, o cara desinteressado se transforma em um cara bonzinho e fiel. Isso seria fantástico se não fosse o fato de que isso nunca acontece pelos meus belos olhos!

Meu Deus! O pacote parece ter saído diretamente de uma rede de fast food qualquer. Parece que estou ouvindo a voz da atendente do bonezinho falando:

- Aqui está o seu homem perfeito, refrigerante, batatinha e pé-na-bunda acompanham?

Eu resolvi escrever sobre isso porque na minha vida funciona basicamente assim: Ou eu dou risada das minhas mazelas, ou os outros o farão. Então, deixa que eu faço, afinal dignidade é tudo na vida da pessoa.
O que acontece é que uma série de acontecimentos nefastos me fez chegar à conclusão de que eu sou uma ótima pessoa para transformar cafajestes natos em homens com um profundo desejo de melhora. Eu explico:

Depois de algum tempo saindo com Atleta, algo aconteceu. Não era um relacionamento, é verdade, mas as coisas caminhavam, estávamos nos conhecendo melhor até que, depois disso Atleta foi viajar a trabalho. Nos falamos ainda uma ou duas vezes, sem muita empolgação e eu percebi que algo estava estranho…
Batata! Ou melhor, jaca!

Atleta volta e muda o perfil do orkut! Se o orkut tivesse uma ferramenta que fizesse o status da pessoa aparecer em neon, com certeza ele usaria: NA-MO-RAN-DO!!!! Isso mesmo, quem diria? O cara tava solteiro, livre, desimpedido e agora estava namorando. Eu nem preciso me dar ao trabalho de dizer que não era comigo né? Não importa se o cara é um Zé mane ou um Deus grego saído diretamente de um anúncio de cueca da Zoomp, inexplicavelmente depois de ficar comigo ele será acometido de uma sensualidade absurda e que o transformará no cara mais desejado do milênio. A última bolacha do pacote! Ó céus…

Eu não vou entrar em detalhes sobre a dita cuja, Srta. fura fila, ou eu vou ficar com fama de despeitada, mas corre a boca miúda que se nariz doesse, ela chorava o dia todo…

Logo depois comecei a paquerar Bom Moço, que eu juro também achei que estava me paquerando de volta, Bom Moço era uma gracinha. Um cara bonzinho e gente boa, mas não tardou para a maldita lei dos smurfs me sacanear denovo. Ele não fala mais comigo, não manda mensagem e simplesmente some, como se tivesse ganho na Mega Sena. O orkut dele (essa ferramenta de fazer a gente sempre descobrir o que não quer), já mudou de solteiro para sem resposta. Quanto tempo vocês acham que vai demorar até aparecer o maldito atestado da minha burrice? NAMORANDO?

Engraçado, isso me faz lembrar os acontecimentos dos tempos de escola, perdi a conta de quantas vezes eu fui trocada por outra, como que troca uma laranja outra no supermercado, ou melhor, como uma jaca.

Na escola, isso não me incomodava tanto, eu sempre tentava ser a rainha do otimismo, a líder da excursão. Bora minha gente! Bola pra frente que não dá nada. Mas ultimamente isso está me preocupando um pouco. Não sei se é a TPM, a proximidade do dia dos namorados ou pura carência.

Dado o meu talento para construir relacionamentos amorosos para os outros, estou pensando em abrir um consultório sentimental. O mote, a princípio poderia ser algo do tipo tenda dos milagres mesmo.

“Tiro quebranto, faço empadinha, vendo semi-jóias e ainda trago a pessoa amada, bem melhor do que quando ela estava quando estava comigo.” No fim, eu descobri que não há nada pior do que ser traída pelo namorado…
De outra!

Mas o bom é vai chover cliente na porta do meu estabelecimento…
É como dizem, não se pode ter tudo. Sorte no amor, azar no jogo, e vice-versa!

Bom, mas agora, com licença que vou ter que correr. Preciso passar na lotérica ainda hoje, estou investindo no mercado de rapadinhas. E quem quiser, está convidado, o agito hoje vai ser no bingo.

Cagada pouco é bobagem…

----------------------------
Seja um colunista no Bebendo Fumaça, todos os sábados, selecionamos um texto sobre relacionamentos, dúvidas, cronicas e dicas. Freestyle! Nos mande por e-mail: bebendo.fumando@gmail.com

6 comentários:

  1. Eu acho que ao menos ela transforma os caras em boas pessoas. Comigo os caras são boas pessoas, depois que as coisas parecem caminhar, eles viram aqueles... ahn... descartáveis.

    Ou eu que sou muito volúvel mesmo.

    Aposto na segunda opção.

    ResponderExcluir
  2. Vcs mulheres parecem que tem um radar que descobre quando estamos sendo cobiçados.
    Incrível...

    ResponderExcluir
  3. Mas esse texto é muito bom e muito bem humorado. Adorei o estilo;;;hahah, virei fã. Legal mesmo.
    Para quem tá solteira, é bem assim que acontece,,hahaha

    ResponderExcluir
  4. olha sei que o texto é antigo mas como eu ameiiiiiiiiiiiiii o seu blog to lendo tudo que vejo nele!!!!
    mas voltando ao texto eu me vi nessas linhas , cara nãos ei o que é mas comigo aocntece a mesma coisa, sempre que eu acho um principe deus nordico filho de Odim, ele volta pra ex, ou fala que está com outros planos e por ai a fora, não sei ams o que fazer é frustante!!!
    beijos meninas adoro vcs!

    ResponderExcluir
  5. queeee lindoo aokpoakoaka meu Deus amei

    ResponderExcluir

Senta aí, aceita um café e comenta o que achou. A política dos comentários é simples: Todos aceitos salvo caso fortuito ou força maior, isto é, minha vontade. Caso prefira, temos também nosso link para CONTATO lá em cima.
;-)

Seguidores