31 de março de 2009

Afinal, o que é a Crise?

Há meses o que mais ouvimos são as conseqüências da tal crise financeira. Essa tal crise teve origem nos Estados Unidos, no setor imobiliário e alcançou o crédito mundial.


Daí surgiram os economistas de todo mundo fazendo seus comentários acerca da situação. Sim, economistas, aqueles profissionais que estudam anos para fazer previsões que podem ou não acontecerem. Meros profetas do apocalipse. Ou como uma piada do Terça Insana deste mês, profissionais que não entendem nada do que dizem mas são treinados para convencer que você é o ignorante. Mas que na verdade, acertam menos que os astrólogos.


A primeira tentativa do Banco Central americano para evitar a crise foi reduzir as taxas (entre 2001 e meados de 2004) de juros, o que estimulou o setor imobiliário e gerou demanda maior do que deveria. Deram crédito para humanos com restrições orçamentárias, que com a alta dos juros depois não conseguiram mais pagar suas dívidas.


Inadimplência por todo lado só poderia resultar em reflexos por todos os outros setores da economia, afinal com dívidas nós gastamos menos e temos menos crédito (e moral) ainda. Povo gastando menos, prejuízos para empresas.


Empresas e bancos americanos no prejuízo só poderia afetar o mundo todo que depende da economia Hollywoodiana para viver. Com a repetição da onda de crise por todos os lados, investidores resolvem guardar seu dinheiro nos colchões ou algo mais seguro, como poupança. O que faz quebrar outros investimentos, como a bolsa.

Agora as medidas emergenciais estão sendo tomadas por todos os países, inclusive o Brasil.


Com a economia americana fraca, o poder de consumo deles é menor afetando todos os países que exportam para os EUA. Vende-se menos. O mesmo acontece com as empresas que importam produtos americanos. Porque com a crise o dólar aumentou.


Aliás, e por que o dólar sobe mesmo com a crise? Acontece que os investidores diminuem seus investimentos nas bolsas do país e aí falta moeda para pagar as ações. Pela lei do livre mercado, quando aumenta a procura ou diminui a oferta, o preço do produto sobe.


O Brasil, assim como outros países emergentes, ainda deposita suas esperanças na China e na Índia, não dependendo totalmente dos EUA para exportação.


Semana passada, líderes do G-20 se juntaram para discutir as soluções. Nesta matéria podemos ter idéia do que está acontecendo nestes dias. E aqui temos uma boa síntese do que acontece.


Postei um artigo sobre os Efeitos da Crise na Tecnologia lá no PautaLivre, apareçam por lá!


Pronto amigos, agora vocês já têm base suficiente para discutir a crise na mesa do bar ou na portaria da empresa... é o Bebendo ajudando a todos a ser um ser humano em crise melhor, porque aqui, a única crise que nos afeta, é a de abstinência...


7 comentários:

  1. Cafê, você sabe que eu sou a última pessoa que falaria mal de um post seu. Mas tem coisas que incomodam sabe?

    Eu estudei sim economia, mas não para virar um mero "profissional que estuda anos para fazer previsões que podem ou não acontecer", mas para entender o que se passa nas crises e/ou ascensões econômicas, e ter assim, pelo menos, base fundamentada em estudo para debater ou dialogar sobre algo relacionado à economia.

    O post não está errado, mas também não esta certo. Dizer que esses são os motivos da crise econômica é como dizer que um time perde por causa do goleiro. São mais 10 em campo e mais um treinador do lado de fora, responsaveis direta e indiretamente pelo resultado, além dos mesmo 11 jogadores e treinador do outro lado.

    A crise nao nasce de um dia para noite, não tem apenas um país como causador e muito menos países "vitimizados".

    Mas, para aqueles que acreditam que economistas são "profissionais que estudam anos para fazer previsões que podem ou não acontecerem", leem tudo isso e o que fica gravado na pobre memória e "mimimimi crise economica mimimimi Estados Unidos mimimimi Brasil na crise mimimimi Dólar alto mimimi"

    Pena que as coisas são do jeito que são, algumas pessoas acham que estudar economia é virar pupilo de mão Diná! Do mesmo que eu acho que maquiagem em mulher deixa ela com cara de traveco. Mas pelo menos eu não tento dar uma de maquiador e não fico dando palpite na cara pintada dos outros!

    #prontofalei!

    ResponderExcluir
  2. hm... arrasou Leo, entao porque não faz um texto sobre isso pra gente publicar no A Chave? Adoraria ler um economista didático!
    bjo

    ResponderExcluir
  3. Minha crise pessoal me afeta mais do que a dos bancos.

    ResponderExcluir
  4. O comentário do Andarilho arrasou......

    Borboleta - Direto da Terra do Nunca

    ResponderExcluir
  5. Pô Andarilho.
    Assim não vale, C chega c/ meia dúzia d palavras e diz tdo cara, si fudê, tasquepariu viu kkkkkk

    Não vou bancar o chato dizendo o "Óvulo Ululante", então, Seguinte:
    Pra quem Quiser entender a porra dessa crise rs -

    Com Bom Humor aqui: http://www.youtube.com/watch?v=CmGTnveyG7E&feature=related
    (Não se deixe enganar pelas palhaçadas ou pela tradução às vezes meia boca. A parte ref. ao sub-prime é exatamente isso, por "incresça q parível". Pra quem for chegado numa leitura recomendo o tb hilário, porém real - Liar's Poker, livro d Michael Lewis).

    À sério aqui: http://www.youtube.com/watch?v=NxwN2MRbkho ( à partir dos 2’32” )

    Propostas d soluções diretas e práticas (q como sabemos causam alergias à políticos e portanto, não serão tomadas rs rs) aqui: http://www.youtube.com/watch?v=uX4P6I-7JTI&feature=related

    Agora vamos ser sinceros, a maioria da humanidade vive com o equivalente a até cerca d U$2 ao dia. Sempre esteve na maior m e r da, Então, crise? Pra quem cara pálida? ...rico q se preze sempre tem seu plano d fuga, vejam o Bailout q o Antonio Ermírio conseguiu no caso Aracruz por ex.

    Geralzão polêmico do ponto d vista histórico sobre a história do dindim: http://www.youtube.com/watch?v=GBe7u_i77MY a partir dos 45 segs.

    ResponderExcluir
  6. É como eu disse lá no Mentes: se o Banco Santos quebrasse hoje, iam colocar a culpa na tal crise. Será que um investidor/acionista da Chevrolet dormia tranquilo, antes da bolha estourar, sabendo que, de cada 10 veículos produzidos pela sua empresa, 8 ou 9 só são vendidos porque são os bancos que compram?

    Ah essa gente branca diabólica de olhos azuis...

    ResponderExcluir
  7. Estou vivendo em crise econômica desde 1984.

    So far, so good. E nenhuma novidade no mundo encantado de Ana P.

    ResponderExcluir

Senta aí, aceita um café e comenta o que achou. A política dos comentários é simples: Todos aceitos salvo caso fortuito ou força maior, isto é, minha vontade. Caso prefira, temos também nosso link para CONTATO lá em cima.
;-)

Seguidores