14 de abril de 2009

Só, só eu, só.

E nestes dias contemplo meus breves 6 meses de solteirice. Lembro que ,após um ano turbulento, assim que me vi solteira, olhei pelos cantos e me vi só. Sozinha mesmo. E agora, de quem irei falar, comentar ou até reclamar?

Nos primeiros dias segui todos os clichês que uma dor de cotovelo pode nos proporcionar. Saí com amigos, uns bem dispostos, outros nem tanto. Procurei algum colo rápido, alguma balada jovem, estive em algumas mesas de conversas. E tudo isso, em semanas, tornou-se tedioso demais. Mania besta que temos em achar que a felicidade está fora de nós.

Hoje, seis meses depois da tempestade, fico com a bonança. Limpei os estragos, revi minhas contas, saí dos escombros, lembrei que sou unidade e levantei. Hoje estou bem mais calma, e não menos feliz.

É comum sentirmos aquele desespero todo no final de relacionamentos. Tínhamos uma vida em comum. Muitas pessoas vivem a vida a alheia e se esquecem da própria. Familia alheia, amigos alheios, trabalho e passeios alheios. A consequência não pode ser outra, quando tudo se acaba, o mundo fica alheio a suas vontades.

Não procuro mais como antigamente. Estranho mas nem reparo mais se olham para mim na rua. Chego até a rir quando dizem que querem sair comigo. Não é falta de auto estima ou deboche. É tomar o gosto por estar sozinha, sem se sentir só. Aliás, eu me sentia só quando namorava. Muito mais só do que hoje.

Vejo as pessoas da minha vida comentando de seus relacionamentos. Algumas ainda apaixonadas, algumas acostumadas, outras revoltadas e muitas insatisfeitas. Assisto tudo como um bloco de notas, grifando cada ato que não quero para mim. Eu queria e quero sim, alguém para dar bom dia e boa noite. Porém hoje não abro mão da minha solitude, das minhas vontades e principalmente, da minha vida.

14 comentários:

  1. Como cantava uma 'idala' nossa rs

    "Nem sempre ganhando, nem sempre perdendo mas Vivendo e aprendendo a jogar"

    Parabéns por esse obstáculo transposto Mulher, mtas pessoas não chegam nesse 'níver' do jogo

    ResponderExcluir
  2. Excelente post!!!

    Me identifico muito com vc,esse lance de sentir sozinha quando namorava, meu...eu me sentia assim...hoje faz 1 ano e 7 meses que eu estou solteira. Assim como você, quero muito encontrar alguém, mas não tenho pressa, acho que tudo tem seu tempo...

    =)

    ResponderExcluir
  3. Como faço para dar RT @ aqui?
    Lindíssima reflexão... me enxerguei aqui.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Qual o segredo?

    Vai fazer 2 meses que estou tentanto esquecer um beijo! Só um beijo!

    ResponderExcluir
  5. Pois é, hoje em dia vc dá bom dia e boa noite no twitter... =P

    ResponderExcluir
  6. Estou pra completar cinco anos de solteirice.

    Relaxa, seis meses é fácil. HUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUA!!!!

    Brincadeiras à parte, eu acho que já passei por todas as fases possíveis e imagináveis da vida de solteira mesmo. Agora... eu tô... de boa!

    E não sei se isso é bom ou ruim, mas você aprender que a felicidade está dentro de você, e não nos outros, apesar de parecer muito fácil, é extremamente complicado.

    Cerveja, vai bem obrigada! [isso é só pra lembrar que eu ainda bebo...]

    ResponderExcluir
  7. Completei recentemen 1 ano e dois meses sozinha.
    Mas ainda me sinto só.
    Não só por não estar com alguém, mas por não me sentir completa em outros fatores também.

    Muitos anos vem pela frente, e espero estar com ou sem alguém, porém, feliz!


    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Bom dia Cafeína!!
    Eu acabei de casar. Faz mais de 5 anos que não sei o que é solteirice. Lembro que quando era solteira tinha uns altos e baixos muito malucos. Fases de atividade intensa, muita animação, muita pegação, kkkkk...mas tinha outras de recolhimento, reflexão e nessas fases dava uma vontade louca de ter alguém " pra dar bom dia e boa noite".
    Agora casada, tô feliz, adoro minha atual "condição" hehehe...mas confesso que as vezes dá vontade de mandar meu mozico praquele lugar,kkkkk...
    Aproveita a solteirice, curte os amigos, os livros, as bebidinhas da vida e garotos interessantes também,q ue é bom demais, hihihi...
    Um abraço procê!

    ResponderExcluir
  9. nhai café to mó depre essas semana!!!!
    pois é recaidas sabe do meu ex...
    mas em fim gostei do texto.

    bjus você me ajuda a viver kkkkkkkk!

    ResponderExcluir
  10. Ô Mambita
    Experimente Marcão
    o melhor remedin pra depressaaummmm

    kkkkk não podia deixar passar essa

    ResponderExcluir
  11. Parabens pelo comentario ,vc ainda vai achar alguem que te faça feliz...

    seven-curitiba

    ResponderExcluir
  12. Nossa, acabei um relacionamento doentio e ler isso aqui me ajuda muito....todas nós temos medo da solidão; o que realmente esquecemos é que a felicidade não está nos outros, mas dentro de nós mesmos....aiiii, ainda chego nisso!!! Excelente post! Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  13. uhm, gostei muito do que vc escreveu....tb tô nessa fase de solteirice aguda, mas é como vc mesma disse, hj em dia tb não abro mão da minha solitude, das minhas vontades e da minha vida!!!! Falou e disse tudo aí!!!!

    ResponderExcluir
  14. Amiguinha, segui todos os passos desse processo também... Só que levei dois até conseguir me libertar, ser uma unidade de novo... Chegar até aqui foi duríssimo, mas com certeza aprendi a me gostar, me dar valor e ter uma coisa muito clara: eu quero alguem que me ame "apesar" de quem eu sou e isso tem que ser bastante!
    beijo
    Pat
    P.S. como é? Ja arrumou as malas? Ja comprou um biquini novo? rsrsrsrs

    ResponderExcluir

Senta aí, aceita um café e comenta o que achou. A política dos comentários é simples: Todos aceitos salvo caso fortuito ou força maior, isto é, minha vontade. Caso prefira, temos também nosso link para CONTATO lá em cima.
;-)

Seguidores