26 de abril de 2010

Treinadora de cães dá dicas sobre como aplicar técnicas para mudar o parceiro

por Patrícia Rocha

Em 2005, a treinadora britânica de cães Annie Clayton, especialista em comportamento canino, foi consultora de um reality show da BBC que incentivava mulheres a treinar cachorros e depois colocar em prática os mesmos ensinamentos com os maridos – sem eles saberem. A atração, exibida no Brasil em 2006, com o título Traga seu marido na Coleira, causou certa polêmica na época de sua exibição na TV britânica. Por e-mail, desde Suffolk, onde vive na Inglaterra, Annie comenta a experiência.

Donna ZH – Como você se deu conta de que poderia usar sua experiência como treinadora de cães para ajudar mulheres no relacionamento com seus maridos?
Annie Clayton – Não tenho qualificação em Psicologia, mas estou estudando para um diploma avançado em Comportamento Canino que envolve o básico da Psicologia. É fato que todos os animais aprendem de um jeito mais ou menos parecido, sejam humanos ou caninos (todos os animais, gatos, pássaros, peixes, macacos, baleias, golfinhos etc.). Entretanto, se sou capaz de ensinar um cachorro a sair do meu lado e ir para outra sala, então eu seria capaz de ensinar um ser humano a fazer algo muito similar, porque o aprendizado é o mesmo, usando reforço positivo. (O cão é recompensado com um petisco, o humano, com um sorriso e um "obrigada". Simples assim.)

Exemplo: Deixar a sala foi demonstrado em um dos episódios da série. O marido não deixava a mulher fazer nenhuma tarefa doméstica sem interferir no trabalho dela. Ela aprendeu a treinar o cão a deixá-la e, usando o mesmo método em casa, com o marido, conseguiu que ele a deixasse e fosse fazer outra coisa em outra área da casa ou no jardim. Então, ela pôde cozinhar em paz.

Donna – Você já pôs essas técnicas em prática com o seu marido?
Annie – Nunca tentei conscientemente testar estas técnicas com o meu marido, mas suponho que cada um de nós está fazendo algo direito porque estamos casados há muito tempo.

Donna – O seriado foi alvo de críticas, acusando-o de sexista e degradante.
Annie – Me disseram que havia uma certa revolta de alguns homens, mas apenas nos sites deles. As palavras que escreveram não eram agradáveis e apenas mostraram sua ignorância. Entretanto, ninguém me abordou com comentários desse tipo. Por outro lado, a série foi usada para ajudar mulheres que foram abusadas e agredidas a lidar com seus parceiros. Não tive envolvimento nisso, mas uma terapeuta que trabalha com essas mulheres me disse que os métodos que demonstrei na TV foram muito úteis para elas.

Donna – Depois que o reality show chegou ao fim, os maridos estavam realmente mudados?
Annie – Seis meses depois que a série foi gravada e logo após ter ido ao ar, alguns repórteres checaram com as seis esposas e descobriram que o comportamento de todos os seis maridos permanecia como elas desejavam. Nenhum deles retomou os velhos hábitos.

obs: Primeiro: hahahahahahahahahahahahahaha. Segundo: Era só o que faltava...
Terceiro: Todos nós somos domesticáveis, hm, talvez! 
Quarto: Preferem um Poodle ou um Pit Bull? 
Quinto: Problemas com o parceiro? Dr. Pet pode te ajudar!

Sai daqui, Tu não é a Cinderela, Você não é gatinha, Você e minha cadela (McSerginho)

6 comentários:

  1. O mesmo vale para as mulheres. Literalmente bitches, hauhauhauha

    ResponderExcluir
  2. Toda pessoa, independente do sexo, às vezes sem perceber, acaba "obedecendo" por uma recompensa, ou por perceber que aquilo vai trazer algum benefício mais tarde. É só pensar como um cachorro.. se você souber que vai ganhar um biscoito por ser bonzinho, você vai obedecer (se estiver afim de biscoito rs). Quid pro quo.

    ResponderExcluir
  3. Eu pensava que as técnicas do Doutor Pet talvez se prestassem a adestrar crianças. Por que tem uns pestinhas desses que precisam ser domesticados, kkkk! Porém nunca o tinha pensado em fazer com adultos, apesar que eu já vi um episódio do The Big Bang Theory que um dos personagens se passava a usar dessas técnicas de recompensa.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. A humanidade sempre foi assim.

    Não precisa ser nenhum Focault pra saber q qdo o assunto é Poder, mto do q Pavlov e Skiner demonstraram c/cães e pombos se aplica ao animal humano; Dr. Milgram q o diga...

    ResponderExcluir
  6. E quando eu penso que já li de tudo...

    ResponderExcluir

Senta aí, aceita um café e comenta o que achou. A política dos comentários é simples: Todos aceitos salvo caso fortuito ou força maior, isto é, minha vontade. Caso prefira, temos também nosso link para CONTATO lá em cima.
;-)

Seguidores