17 de junho de 2010

Dói ou arde?

Tropeçar dói. Quebrar dói. Bater dói. Dor é uma reação orgânica ou emocional. Correr dói. Dor abate fisicamente. Seu corpo responde, te avisa onde está o problema. Sentir dor faz parte deste conjunto de nervos periféricos que temos. Pode ser eventual por conseqüência de uma situação desagradável. Pode ser constante e te acompanhar pela vida toda. Dói quando cai, dói quando ouve, dói quando pensa, dói ali no cantinho do pé, dói lá na consciência. Machuca pela ausência. Incomoda até pela presença. Dor é ruim, chato, causa sofrimento e noites insones. Mas para quase todas as dores do mundo temos um remédio. Seja o tempo, seja a alopatia, seja a paciência, seja a fé, seja a morfina, seja a presença, pode ser até a ausência... Mas temos uma solução para cada tipo de dor. 

Cortar arde. Queimar arde. Frio arde. Arder está bem além da dor. A alma arde, não dói. O amor arde, não machuca. A saudade cresta, não só incomoda. Sentimentos escaldam. E não há remédios para ardência interminável. Geralmente assopramos para aliviar. Podemos recorrer aos outros para assoprar. E levamos milhares de seres infecciosos que retardam a cicatrização. Arder dá desespero, faz a gente gritar pela mãe nos comerciais de antisséptico. Faz ela prometer um beijinho para curar. Porque, claro, só um beijo com amor para curar a ardência. Ou melhor, para nos ajudar a suportar enquanto não cicatriza. Te ver sair e ter que me despedir dói. Machuca fisicamente. Mas tem remédio, tem você no mundo, tem seu retorno, tem sua voz, suas mãos, seu abraço. Então cura, então não dói mais. Amar tanto você é que arde insistentemente. Arde sem parar, arde forte, queima cada pedacinho. Sentir tudo e muito sempre arde. E mesmo assim continuamos a assoprar por puro desespero. Não vai cicatrizar nunca sem um beijo seu para curar. Mas enquanto a saudade doer pela espera do meu remédio, deixa arder... deixa arder...  

8 comentários:

  1. Caraca... vc tem que parar de escrever assim, me deixa toda arrepiada... :D

    Parabéns querida, texto magnífico

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Esperar dói. Não fazer nada arde. Apaixonar-se arde. Esquecer dói. Avançar arde. Recuar dói. Ficar dói, voltar arde. Reconhecer o erro dói, machucar arde. E por aí vai. Lindo texto.

    ResponderExcluir
  3. Amei o texto Cafeína!! Como sempre!!

    ResponderExcluir
  4. Tudo dói e arde: a espera, a saudade, a ausência, as lembranças, ter que esquecer. Tudo dói e arde, infelizmente.

    Lindo texto...e ele dói e arde!

    ResponderExcluir
  5. Uou,
    esse ardeu fundo hein
    Inspirou até o Pacha aí em cima a arder lenha no fogo deste post rs

    Dá até mote pra paradoxais pragas "ZéCaixonescas" rs ; Q padeça d mil ardores, mil dores, mil ardores dolorosos, mil dores ardorosas Quem nunca sentiu, falou ou ouviu falar "doída como a fome", "ardida como pimenta".

    Ardor, Dor;
    não raro a definição d 1 ou outro, depende do momento, d quem sente, do observador...

    ResponderExcluir
  6. Pra mim, é uma coisa só. Se arde, dói. E portanto, tem remédio.

    Se vc acha que não tem remédio, espere o tempo passar. Esse é o ultimate remédio.

    ResponderExcluir
  7. Se vc acha que não tem remédio, espere o tempo passar.o tempo cura toda a dor,ameniza ela!Nao ha mal que dure a vida inteira.

    ResponderExcluir
  8. Se vc acha que não tem remédio, espere o tempo passar.o tempo cura toda a dor,ameniza ela!Nao ha mal que dure a vida inteira.

    ResponderExcluir

Senta aí, aceita um café e comenta o que achou. A política dos comentários é simples: Todos aceitos salvo caso fortuito ou força maior, isto é, minha vontade. Caso prefira, temos também nosso link para CONTATO lá em cima.
;-)

Seguidores