7 de junho de 2010

O que é uma declaração de amor?

Estava tentando aqui lembrar de algumas declarações de amor que recebi e/ou vi. Bem, não foram muitas, não tive lá muita história romântica, como vocês já devem ter percebido por aqui. E entendo declaração de amor talvez de um modo de diferente do comum. Faixas e trios elétricos com mensagens de amor na rua estão desconsideradas. Não sou nada fã de manifestações pública de amor. De verdade! Até acredito que quem quer ficar declarando muito para o mundo inteiro o que sente é porque ainda não tem certeza disso. E não espalhem mas no fundo eu sou uma pessoa romântica. Do meu jeito todo desnaturado de ser mas sou. Vejo romantismo em uma amiga que se preocupa com alguma coisa  e até no meu porteiro que pergunta se estou bem. Detalhes. Na verdade, estou enrolando aqui para lembrar algum gesto que considerei uma declaração. E percebam, não está sendo fácil. 

Anos atrás estava ainda conhecendo um português que morava em São Paulo. Eu ainda morava numa cidade vizinha e conhecia quase nada a metrópole. Estava num período de iniciações na minha vida, tudo era muito novo. Primeiro estágio, primeiro carro, primeiro ano de motorista. Muito insegura profissionalmente e emocionalmente (certas coisas não mudam muito...).

Logo no primeiro dia de trabalho, meu patrão mandou eu ir ver alguns processos em São Paulo. O Fórum ficava na avenida Paulista. Entendi o trabalho na hora e entrei em pânico por alguns minutos. Eu nunca havia ido até São Paulo, quanto mais até a avenida Paulista, ainda mais dirigindo e sozinha. Nesta hora, o tal do português me ligou para o tradicional "bom dia" e eu comentei a minha insegurança de uma maneira bem leve para ele e nem ninguém perceber que eu estava perdida. Passei um tempão lendo guias e mapas e perguntando aos taxistas como eu chegaria até o local. Um trajeto que hoje faria em 40minutos, naquele dia já estava há quase 2 horas rodando por aí... E o patrão ligando... E o prazo passando. E todo aquele trânsito. Parei numa padaria para comprar uma agua, comer alguma coisa e novamente pedir ajuda. Até que meu telefone tocou e era o português de novo. Ele queria saber se "estava tudo bem". Novamente orgulhosa, disse que sim, que ainda não tinha chegado mas estava ótima alí almoçando no bairro tal. 

Em dez minutos vejo o carro dele estacionando ao lado do meu na padaria. Ele saiu do trabalho dele pra me encontrar dizendo que percebeu eu precisava de ajuda. Sem eu pedir, ele passou o dia me ensinando os caminhos de todos os fóruns da região. Sem eu pedir, ele me guiou de volta até em casa  no final do dia. Sem eu pedir, ele se dispôs a me ensinar a andar na cidade toda dirigindo na minha frente e me mostrando como chegar a lugares que os mapas me confundiam. Nosso namoro não durou mais de 6 meses mas devo a ele até hoje, 8 anos depois, todos os lugares que conheço por aqui. E pra mim é isso, pode parecer estranho mas essa atitude foi uma declaração bacana pacas que eu nunca vou esquecer. Não teve presentes fofos muito menos frases de amor, mas teve sensibilidade e ajuda, sem me criticar ou me julgar. Foi importante demais naquela época e eu nunca vou me esquecer. 

Pode parecer bobo mas o que é uma declaração de amor de verdade?

10 comentários:

  1. Muito bom!!
    Realmente, declarações de amor não está em mostrar para todos o que sentimos, e sim em pequenas atitudes que temos com a pessoa que está do nosso lado. O ruim, é que raras são as pessoas que dão valor nessas pequenas atitudes. Mas quando dão, o relacionamento tem tudo para dar certo!!

    Ótimo texto!!
    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. É incrível como a gente lembra de coisa boba, como essa. Pra alguém fica marcado, mas pro resto do planeta, não é nada.

    Por isso, declarações de amor estão mais em quem recebe, do que em quem dá.

    ResponderExcluir
  4. Então seja feliz por lembrar de alguma declaração. Eu achei LINDO isso.

    Não consigo me lembrar de nada nesse sentido. Consigo me lembrar dos amigos.Só.

    Mas pra mim, no final, é o que vale de amor verdadeiro.

    Sei lá. Não quero pensar no amor, não nessa semana que corações estão por todos os lados.

    ResponderExcluir
  5. kkkk, realmente tem certos pequenos gestos de gentileza que nos marcam bastante.

    ResponderExcluir
  6. Se preocupar com o bem-estar.
    Sei lá... declaração de amor pode estar em "o que você comeu hoje?" ou em, "porra meu... para de ser trouxa".
    Eu te amo é legal, mas não é nem 15% da coisa.

    ResponderExcluir
  7. Concordo com o o Ricardo. Declaração de amor é a preocupação com o outro, é saber se ele está bem e fazer com que ele se sinta bem.
    Muito bonitinho seu ex-português. É difícil encontrar gente assim...

    ResponderExcluir
  8. Se isso não é uma Baita declaração d amor, olha... eu não sei mais o q seria...

    Eu pessoalmente confesso q não sou capaz d algo assim

    ResponderExcluir
  9. Legal o que ele fez foi sim uma declaração de amor inusitada. Tem gente ainda que acredita que declaração de amor é aquela feita com o carro de som decorado de corações e uns rojões estourados na frente do seu portão e aquele homem com voz de locutor de supermercado dizendo o quanto fulano gosta de ti!

    Rodox

    ResponderExcluir
  10. Concordo com o Ricardo também!
    São as sutilezas e esse carinho despretencioso que deixam o coração aquecido... Só quem é tapado ou ingenuo o bastante para acreditar em príncipes e cinderelas não consegue enxergar amor nessas atitudes.

    ResponderExcluir

Senta aí, aceita um café e comenta o que achou. A política dos comentários é simples: Todos aceitos salvo caso fortuito ou força maior, isto é, minha vontade. Caso prefira, temos também nosso link para CONTATO lá em cima.
;-)

Seguidores