23 de julho de 2010

Mulheres que chegam ao 10º parceiro sexual são promíscuas?


35% dos homens acham que mulheres que chegam ao 10º parceiro sexual são promíscuas, diz pesquisa.


Todos os anos, o site masculino AskMen faz uma megapesquisa para saber quem são e o que pensam seus leitores sobre sexo, relacionamento, família e trabalho. O último levantamento, do qual participaram mais de 100 mil homens, acaba de ser divulgado. 

No que diz respeito à vida sexual, uma das perguntas (e as respostas) chamou a atenção, pois fez lembrar dois posts que geraram muita discussão por aqui: um sobre o aumento do número de parceiros sexuais das mulheres e o outro sobre as reações machistas a esse fato. A pergunta foi: “Quando uma mulher se torna promíscua?”. As respostas:

1- Quando chegam ao 10º parceiro sexual (35%)
2- Quando chegam ao 30º parceiro sexual (34%)
3- Quando chegam ao 50º parceiro sexual (15%)
4- Nunca (14%)
5- Quando chegam ao 100º parceiro sexual (3%)

Fonte Sexpedia

(Alguém mais reparou que a conta deu 101%?)
Isso me fez lembrar de uma enquete entre mulheres em um escritório que eu trabalhei. No departamento éramos 10 mulheres e 1 estagiário homem (que, coitado, só ouvia bobagens o dia todo). Certo dia de ócio começaram essa perguntam geral "quantos homens você já teve". Nitidamente todas faziam cara de santa de o número máximo era de dez. O que me assusta é que tem gente que ainda fica contando isso. Conheço pessoas que ainda fazem o tal caderninho com nota para desempenho e tudo mais rs. Uma delas aconselhou: "Diga sempre 3 homens: um primeiro amor, um erro e você, meu amor. Sempre funciona". 

16 comentários:

  1. Essa é uma questão complicada. Se o homem tem relação com várias mulheres, é garanhão. Mas se a mulher tem relação sexual com vários homens, é galinha e fácil. Complicado demaiis viu!! rs..

    Mas essa história de falar de "3 parceiros: um amor, um erro e vc" foi o máximo, rachei viu... kkk

    Beijos!! ;)

    ResponderExcluir
  2. Papinho.
    Basta que a gente não saiba.

    ResponderExcluir
  3. T[a: imagine uma mulher que teve 10 parceiros, cada um UMA VEZ E DISTRIBUIDOS POR DEZ ANOS. E aí? #hipocrisia é o ó.

    ResponderExcluir
  4. E não tem essa de número mágico: taxar a mulher de promíscua é direito de alguém, por acaso? Ninguém tem nada a ver com isso!

    ResponderExcluir
  5. hahahaah...um erro foi ótimo rs !!!
    Ah besteira taxar de promíscua porque teve 10 homens!Só se ela tivesse um caso com 10 ao mesmo tempo hahaha !
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Ahnnn deixeme contar hauhauhauhau
    Ops! =P

    ResponderExcluir
  7. Agora pergunte pra eles com quantas mulheres transaram, provavelmente ou já perderam a conta ou nem se deram ao trabalho de contar...

    O problema é que nós continuamos nos importando demais com o que os outros acham e pensam. E digo isso generalizando para tudo na vida, para homens e mulheres..

    ResponderExcluir
  8. Eu acho 10 parceiros um número absurdo. Deve ser muito ruim na hora, aquele monte de gente em cima da menina :(

    ResponderExcluir
  9. pára tudo. quer dizer q quando ouví q eu tinha sido o terceiro, era uma mentira?!?
    acho q acabou de ir embora o último fiapo de inocência q eu tinha...

    ResponderExcluir
  10. Geeeentiii...Achei machista mesmo essa pesquisa aí...E olha, vou guardar comigo essa dica da sua colega de escritório...kakakakaka!

    Eu as vezes caio na besteira de querer contar quantos já foram...mas aí eu desisto, porque tem coisa que a gente merece esquecer mesmo.

    Hihihih!

    ResponderExcluir
  11. Oh! My... A mulher deve mentir então? Que importa quantos parceiros ela teve? A mulher tem o direito de ter quantos parceiros quiser... É certo que a sociedade não admite isto, pois é uma sociedade machista. Mas se ela não optou pelo casamento, porque geralmente as mulheres que se casam, algumas se frustram por não pode, ou sentir que não deve ficar com outro homem quando sentem atração...(coisa normal do instinto), porque foi ensinado à ela desde criança que mulher com mais de um homem é P***. Quanta ignorância! Que volte a sociedade matriarcal...Onde a mulher escolhe quem vai deitar-se com ela e pronto! Sem ser difamada... e o pessoal ficar fazendo estatística de promiscuidade...

    ResponderExcluir
  12. Eu sou homem, bonito, bem sucedido, apesar de muitas investidas de diversas mulheres, sempre fui muito seletivo, nunca me envolvi com mulheres somente por sexo, conheci uma garota da mesma idade pela qual me apaixonei, ela tirou minha virgindade aos 20 anos de idade. Só que com o andar do relacionamento comecei a descobrir coisas, de outros caras que já tinham transado com ela, até um dia que botei ela na parede, ela me revelou que já tinha transado com 16 caras antes de mim. Na hora fingi que não me importada, mas fui me afastado dela, até terminar tudo, achei um absurdo, ela havia tido mais relações sexuais que todos meus amigos da mesma idade. Não quero ser o bonzinho que pega o bagaço não...

    ResponderExcluir
  13. A questão não é se ela é ou não é puta. Uma palavra. Se mulher disser para mim que gostar de dar para geral não a julgo. Mas nunca terei nada sério com uma mulher assim. Mulher que dá demais é mulher mais fácil de levar para cama, que faz quando sente vontade. E será assim casada ou namorando. Não significa sempre, mas mulher fácil a probabilidade de chifre é maior. Pode fazer pesquisa ou olha ao redor ou as próprias experiências.

    ResponderExcluir
  14. QUE ME TAXEM COMO PROSMICUA,PIRANHA OU GALINHA EU NUM ''TÔ NEM AÍ'' TRANSO POR QUE GOSTO DE SEXO E NÃO TO NEM ME IMPORTANDO COM QUANTOS JÁ FIZ... ISSO NÃO DEIXOU PARA TRAS MEUS VALORES DE MÃE,MULHER,PROFISSIONAL.NUNCA TRANSEI COM CONJUGES DE AMIGAS OU HOMENS CASADOS, SÓ NÃO PENSO... O QUE AS PESSOAS VÃO PENSAR? OU OQUE ELES VÃO PENSAR? NÃO LIGO QUE PENSEM, SÓ SEI QUE DOU COM A MESMA INTENSIDADE QUE ELES COMEM RS (CAMISINHA SEMPRE)

    ResponderExcluir
  15. O que torna uma pessoa promíscua não é a quantidade de parceiros ou parceiras que já teve. É a forma como ela encara e se comporta em relação à sexualidade, que é um dos aspectos mais belos da natureza humana. Encarar a sexualidade simplesmente pelo prazer que esse ato proporciona costuma levar a um comportamento promíscuo. Encarar a sexualidade em sua totalidade, tendo em vista um compromisso vital de amor e doação a(o) parceiro tende a elevar esse ato ao que ele tem de realmente bom e sagrado, afastando-se a ideia de promiscuidade.

    ResponderExcluir

Senta aí, aceita um café e comenta o que achou. A política dos comentários é simples: Todos aceitos salvo caso fortuito ou força maior, isto é, minha vontade. Caso prefira, temos também nosso link para CONTATO lá em cima.
;-)