23 de novembro de 2010

O Sentido da Vida III

O que esperar de uma segunda-feira xexelenta, garoa alternada com chuvas fortes, vizinhos fazendo aquela mudança como se não houvesse amanhã, não é mesmo? O barulho lá fora, aquele silêncio aqui dentro quebrado pela TV num canal que, vejam só, nem sei qual é. A chuva ameniza, sobra a garoa e o chão todo melecado. Uma idéia deveras genial pisca e com uma força tamanha me diz em letras pimposas: 

"Aproveita, só atravessar a rua, passa na padaria, compra um pãozinho da tarde, faz aquele lanchinho com o café novo, vai ser LEGAL gata, coragem, vamos, coloca a sapatilha!"

Como discutir com tão persuasiva voz, não é mesmo? Pois é.

Rua atravessada, garoa nos cabelos, pãozinho na sacola ecológica e chão melecado... e ops... Um artístico CAPOTE em frente ao prédio com direito a aplausos do porteiro e 'hihihi' dos mendigos. E numa fração de segundos, enquanto saía da Matrix da vergonha e escorregava com as mãos raladas para levantar e correr até o infinito onde reside a vergonha, um ônibus passa pela rua onde jazia-me na guia, meio levantando, meio de quatro patas no asfalto... E é neste exato momento que um súbito grito ecoa pelos cantos do centro da cidade sepultando, assim, meu pocket-show na alameda:

- EEEEETA É ASSIM QUE EU GOSHHHHTCHO DE MULÉ.

Penso em entrar pelo boeiro logo em frente, desisto. Finalizando meu 'levantamento' na velocidade da luz e entro no prédio, onde o porteiro me aguardava com aquele sorriso pós-coito "Machucou, Dotôra?". "Não, obrigada". E subo, para o tão desejado pãozinho com café, enquanto assassino aquela voz interna tão melódica com músicas de gosto duvidoso.

E ratifico:  Nessa hora que sua alma enche de esperanças e você passa a ter todas as respostas do existencialismo humano.

9 comentários:

  1. Não sei c/quem me identifico mais; c/o blogueiro da tirinha cheio d inspiração não trabalhada ou c/o autor do grito 'buso-primal' ha ha

    ResponderExcluir
  2. A velocidade terrível da queda... rápida o suficiente para você não conseguir evitar, uma eternidade para você sentir vergonha...

    ResponderExcluir
  3. Ai Deus, nunca mais ouviria qualquer voz interior depois dessa. A casa ainda é nosso melhor refúgio. rsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Pelo menos o pãozinho com café tava bom?

    ResponderExcluir
  5. Pelo menos o pãozinho com café tava m? [2]

    Eu não sei o que eu odeio mais, cair e pagar mico, ou nego que pergunta MACHUCOU????

    ResponderExcluir
  6. O lado leitor da tirinha: "Que cocozão cabuloso! Vou ver se tem algum post falando sobre isso!"

    Imagino que o pão tenha ficado molhado e amassado.

    ResponderExcluir
  7. Quando eu sinto que estou caindo, só consigo pensar "ah, fodeu..." e me solto no chão. Mas levanto mais rápido do que caí ;P

    A minha vozinha interior é totalmente falha. Ignoro-a solenemente faz anos.

    ResponderExcluir
  8. Parabens pelo blog se um dia for fazer materia sobre Camisetas contate-nos podemos
    tentar um brinde para sorteio.

    Sucesso!!!

    Até mais...

    http://www.camisetasdahora.com/

    ResponderExcluir
  9. Cair na rua é tenso.
    Tenho uma miopia alta e a lente é um pouco mais fraca... vivo caindo rs.
    Sempre tem um engraçadinho pra tirar uma onda.

    ResponderExcluir

Senta aí, aceita um café e comenta o que achou. A política dos comentários é simples: Todos aceitos salvo caso fortuito ou força maior, isto é, minha vontade. Caso prefira, temos também nosso link para CONTATO lá em cima.
;-)

Seguidores