10 de novembro de 2010

Oi


Depois de um longo inverno quente, voltei de algum lugar que nem lembro mais onde era. Enfim, fiquei mais de um ano enfiada na minha bolha tentando cumprir algumas promessas, aquelas que fiz no começo de algum ano, totalmente embriagada e emotiva.
Não consegui cumprir nenhumazinha!
Me apaixonei por um cara lindo de morrer, idiota e lindo. O romance ia bem até que ele, num momento de paixão gritou: Eu sou foda!!!!!!!
Desapaixonei. Meu ego não suportou.
Me apaixonei de novo, outra vez, por aquele ex de sempre. O romance também ia bem ate eu dizer, num momento de paixão, te amo!!!!
Ele fugiu.
Me iludi de novo com aquele cara casado e quando ele me deu o ultimato, tipo largo ela e a gente fica junto. Caguei de medo!
Resolvi parar de beber e tentar entender o mundo não etílico, tive uma crise existencial e comecei a acreditar em Deus, mas ele apareceu num sonho e ordenou: Volte a beber, isso non equiziste.
Comecei a fazer Kung Fu, no primeiro mês quase morri, me atrapalhei com os katis e prometi que não desistiria.
No segundo mês o professor zen perdeu a paciência com a minha total falta de coordenação motora.
No terceiro mês enfiei o bastão no olho e desisti.
Tô pensando em fazer boxe....socar é legal!
Fiz uma tatuagem na costela e doeu tanto que quase, mas quase desencanei de fazer outra tatuagem, dois meses depois tatuei "Doce Desastre".
Tive um ataque de pânico, três crises nervosas e me entupi de passiflora, que tem gosto de santo daime, mas não o mesmo efeito.
Tentei me apaixonar por um moço bacana, mas depois de três meses percebi que sou uma tia velha e que não tenho mais paciência para confusões pueris.
Por fim, tomei um porre histórico misturado com coisas coloridas e estou procurando a minha "vergonha na cara", se alguém encontrá-la, favor enviar foto e endereço para o email desse blog.
Grata!

10 comentários:

  1. Acho que viverei uma vida mas não passarei por tudo o que você passa em um ano.

    Não sei se é parabéns ou meus pêsames, MAS NÉ.

    ResponderExcluir
  2. Vendo pelo lado bom, material pro segundo livro tá pintando de monte. Ok, não é alívio, mas já é alguma coisa.

    ResponderExcluir
  3. Opa, me atrapalhei, achei que era post da Cafeina. De qualquer jeito, fica a dica pra escrever um livro tb, huahauhua

    ResponderExcluir
  4. "No terceiro mês enfiei o bastão no olho e desisti." - A dramatização deste evento eu assisto ao vivo e recomendo que seja filmada para aumentar nossa audiência rs

    ResponderExcluir
  5. e eu sempre cagando o layout ne café? kkk

    ResponderExcluir
  6. Wow! Super! Bacana. Bom texto, bem legal.
    Quero ver a continuação da história (poderia ser a autora contando sua viagem a Montréal).
    Bisou!
    MG

    ResponderExcluir
  7. Quem disse que promessas foram feitas para sempre cumpridas? foram feitas para serem quebradas,
    Estão aí as penitências!
    O negócio é não se "cagar de medo". rsrs
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. amiga, isso me parece uma das nossas conversas no msn. é muita bugornidade junta!
    lembra do meu mantra?
    tudo vai dar certo
    hmmmm
    tudo vai dar certo
    hmmmmmm
    tudo vai dar certo.

    ResponderExcluir
  9. O amor nos envaidece, a falta de amor nos deprime. Onde esta o equilibrio?

    ResponderExcluir

Senta aí, aceita um café e comenta o que achou. A política dos comentários é simples: Todos aceitos salvo caso fortuito ou força maior, isto é, minha vontade. Caso prefira, temos também nosso link para CONTATO lá em cima.
;-)

Seguidores