13 de dezembro de 2010

Enxofre

Tá certo, não vou mais fingir que não sei o que sinto, vou parar de lutar contra esse sentimento e quem sabe as coisas se aquietem. Estou um tanto quanto apavorada em relação a essa situação, isso não é novidade, nas outras vezes fugi, enfiei o rabo no meio das pernas e piquei a mula. E ainda coloquei toda a responsabilidade em outras pessoas, várias outras pessoas. Mesmo com medo de me arrebentar e sabendo que não vou conseguir o objeto de desejo, dessa vez vou encarar, assim resolvo de vez essa minha pendência karmica.
Meu objeto de desejo é que o sentimento besta fosse correspondido, mas segundo o meu manual de instruções, não será por motivos não muito bem explicados, então não consigo deixar de me perguntar o porquê cazzo sinto isso. Enfim, vou deixar fluir.
Estou de saco cheio de encontrar pessoas amedrontadas, que se protegem o tempo todo, que não se envolvem, atrás de relacionamentos descartáveis, com frases pré definidas, “de tédio, tão canastrona, que nunca funcionou, nem funciona”(como diria o Lobão). E mesmo assim nos sujeitamos porque estamos acostumados a isso, sair da zona de conforto dói.
E como dói, sei bem disso. Pior é entender que esse tempo todo que me protegi também doeu, muito. Dor por dor vou tentar algo novo. Se doer de novo, será uma dor inédita, não que isso console, mas vencer o medo vai compensar. Não quero mais nada descartável na minha vida, cansei de não me importar com ela.
Portanto, finalmente tenho um objeto de desejo, quase um objetivo e vou lutar por ele, não importa o resultado, vou fazer uma limpeza no meu karma, porque sinceramente...é muito chato repetir padrões e demorei apenas 35 anos para entender isso. E olha que no estudo numerológico, feito pela Aparecida Liberato, eu sou uma pessoa muito espiritualizada e inteligente. Imagino se não fosse....ah sim, paguei por isso. Medidas desesperadas.
Pelo menos ela não me mandou tomar banho de enxofre.

5 comentários:

  1. "toda escolha traz consigo uma angustia"

    Até escolher nao escolher. Na minha opiniao melhor se angustiar por ter tido coragem de enfrentar, o atrevimento nos faz bem :)

    ResponderExcluir
  2. Nossa li esse post e me vi!!
    Busco o meu atrevimento em fazer e enfrentar,quanto a você boa sorte!!

    ResponderExcluir
  3. Se vai, dói. Se fica, dói. Se vai doer de qquer jeito, então, faz o que der na telha. Essa é a vantagem de quem tá no chão se arrastando q nem barriga de cobra: não tem mais pra onde cair.

    ResponderExcluir
  4. Issoaê Andarilho;
    Vai Fundo Nicota
    Digamos não à CompromissoFobia,
    mesmo q o compromisso seja c/o "Não Compromisso"
    Ou algo assim...

    ResponderExcluir

Senta aí, aceita um café e comenta o que achou. A política dos comentários é simples: Todos aceitos salvo caso fortuito ou força maior, isto é, minha vontade. Caso prefira, temos também nosso link para CONTATO lá em cima.
;-)

Seguidores