13 de abril de 2011

Peru!


Machu Picchu...impossível descrever o que é esse lugar.
Quem tiver oportunidade visite, vale muito a pena.

Algumas "curiosidades" sobre o Peru.
Em cusco:
A cidade é extremamente limpa, os nativos não fumam e não bebem (fumando só estrangeiros mesmo), nada além da Chicha que é a bebida sagrada dos Incas, milho fermentando, não consegui experimentar porque as Chicheiras ficam na rua apenas de tarde. O transito é caótico, parece a China, os motoristas não respeitam cruzamentos, parece uma zona, mas não vi nenhum acidente e todos param os carros para os pedestres atravessarem.
Água quente no chuveiro é quase uma loteria, as vezes tem e a maioria das vezes não, e o quente tá mais pro morno...
A comunicação é fácil, quase todos falam portunhol e inglês e se nem assim te entenderem, apelem para a mimíca rs
Os peruanos comparam o tempo a uma mulher, ou seja, ele pode mudar de um segundo para outro, assim como o humor das mulheres. Nessa época do ano é extremamente úmido, choveu a beça em Machu Picchu, de tarde o calor resseca a sua alma e de noite o frio é agradável. Na época da seca, que vai de maio até novembro, as tardes são extremamente quentes e as noites congelantes.
A turma da terceira idade estava em peso nos tours, se eu chegar com essa disposição na terceira idade, tô no lucro.
Antes de ir para o Peru a recomendação que mais escutei foi referente a alimentação, não comer verduras, não tomar leite, não comer queijo fresco, nem carne mal passada, nem peixe. No primeiro dia tomei um chocolate quente, na boa, não tive nenhum problema com a comida peruana, comi até espetinho de churrasco na Praça das Armas, apesar de muito apimentado, tava uma delicia, o espeto é servido com uma batata cozida espetada na ponta, e a moça me deu um pedaço de papel higiênico perfumado para "fazer" de guardanapo.
Provei também carne de Alpaca, uma delícia, parece um filet minhon, não tive coragem de comer o Cuy (porquinho da India), ele vem inteiro no prato....
Também não senti os efeitos da altitude, masquei uma vez folha de coca, parecia que estava mascando um loro, ruim demais, amorteceu a boca e desisti. O chá tem gosto de nada. Minha pele que sentiu os efeitos da altitude, rachou, quase que o nariz quebrou.
Como toda brasileira passei nervoso por ser brasileira. Fechei o pacote para Machu Picchu, com uma tour pelos sítios arqueológicos de Cusco, trem para Águas Calientes, Hotel e boletos de entrada em Machu Picchu. Tive que pagar 800 dólares adiantado ao guia, no dia do embarque ele atrasou 5 minutos e eu já estava tendo ataques, acreditando que ele tinha dado gogó no meu suado dinheirinho americano. Graças aos duendes ele apareceu e pediu desculpas pelo atraso. Tudo deu certo e eu tive que pedir desculpas ao guia pelo ataque de ódio que tive. Tentei até explicar para ele como são as coisas no Brasil, ele me respondeu: Non señorita, aqui no Peru somos todos honestos.
Acho que por causa dessa honestidade as casas de cambio são tão informais, um dia cambiei no meio de uma papelaria, que era loja de suplementos alimentares também, enquanto a señorita amamentava seu bebezinho.
Por fim, não tente embarcar com folha de coca, ou chá de coca. Nego escuta que você é brasileiro e já te considera um traficante do Rio de Janeiro!!



3 comentários:

  1. PS. O pacote para Machu Picchu ficou em 800 dólares para duas pessoas, hotel decente e a volta foi no Trem Vista Dome.

    ResponderExcluir
  2. Meu próximo roteiro de viajem!!

    Silvestrin soluções em RH
    http://www.silvestrin.com.br
    silvestrinrh@gmail.com

    ResponderExcluir

Senta aí, aceita um café e comenta o que achou. A política dos comentários é simples: Todos aceitos salvo caso fortuito ou força maior, isto é, minha vontade. Caso prefira, temos também nosso link para CONTATO lá em cima.
;-)

Seguidores